quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Palestra na Marinha

Gente! eu disse que viria contar tudo pra vocês sobre a palestra que fiz para funcionárias da Marinha, ontem, lembram? Então...

Antes de tudo, eu não sou da marinha. Tenho um amigo ginecologista que trabalha lá e de vez em quando eles organizam palestras para os funcionários (não médicos) sobre algum assunto de saúde. A iniciativa é muito boa. Eles fizeram uma campanha para que os chefes de serviço liberassem suas funcionárias para assistirem a palestra, já que se tratava de um assunto sempre atual e importante: PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA. Esse foi o assunto escolhido porque Outubro está sendo o mês de campanha pela prevenção do câncer, o Outubro Rosa, como já havia dito.

Foi uma manhã muito agradável! Pena que nem todos os lugares estavam ocupados, mas tive a impressão de que as 80 pessoas presentes aproveitaram muito e entenderam a importância da prevenção e do diagnóstico precoce! participaram muito, fizeram várias perguntas, inclusive os homens!

Fui muito bem recebida lá, desde o motorista até o comandante. Até recebi um livro, um botton da marinha e uma caneta- laser point de lembrança.



Selecionei alguns tópicos que são importantes para divulgar

CA de mama é o câncer mais comum na mulher e o segundo câncer mais comum na população geral. 



Estimativa de novos casos: 49.240 (2010)
Número de mortes: 11.860, sendo 11.735 mulheres e 125 homens (2008) . Dados do Inca. 


Fatores de risco para o CA de mama: 

¡Mulher > 50 anos
¡História própria ou familiar
¡Nuligesta ou primeira gestação tardia
¡Mulheres que nunca amamentaram
¡Obesidade, sedentarismo, tabagismo, etilismo
¡Dieta rica em gorduras
¡Exposição excessiva ao raio X
¡Menarca precoce (primeira menstruação)
¡Menopausa tardia  
¡Uso de TH por tempo prolongado
¡Uso prolongado de anticoncepcionais (em discussão)

Prevenção Primária:

lMudança de hábitos
lControle de fatores de risco

OBS: atividade física e amamentação são considerados fatores protetores
28% chance de câncer, segundo o INCA

Risco elevado para CA de mama:

¡História de parentes de primeiro grau antes de 50 anos ou CA bilateral ou CA de ovário em qualquer idade
¡Historia Familiar de CA mama masculino
Diagnostico de lesão mamária com atipia ou neoplasia lobular in situ


Prevenção Secundária: Diagnóstico precoce (tumores < 2 cm) 




O rastreamento da população de risco aumenta o diagnóstico de tumores em fases sub-clínicas aumentando chances de sobrevida!
Ideal
diagnosticar o câncer antes dos sintomas.
Estratégias:
profissional de saúde: promover informação
Governo: facilitar acesso ao serviço de saúde


¡
O AUTO-EXAME sozinho não reduziu a sobrevida no CA de mama. A maioria das mulheres que diagnosticaram precocemente o câncer faziam AUTO-PALPAÇÃO ocasional das mamas.

¡Sem técnica específica
¡Realizar ocasionalmente
¡Momento conveniente
¡Procurar serviço de saúde ao perceber alterações



CA de mama é muito comum!
¡Tem cura quando detectado precocemente, mas pode levar à morte no diagnóstico tardio
¡Devemos conhecer os fatores de risco
¡Controlando fatores de risco podemos evitar o câncer
¡Auto-palpação ocasional + consulta anual ao ginecologista + mamografia quando necessário: TRIPÉ para diagnóstico precoce


¡

As mulheres precisam perder o medo de diagnosticar o câncer. É melhor saber cedo e curar do que não diagnosticar e poder morrer. É assim, simples e direto. Muitas mulheres não se tocam. Só olham o rosto no espelho, não percebem alterações no próprio corpo. Não deveria ser assim. 

Meu papel como médica é passar informação. O do governo é oferecer e facilitar o acesso aos exames. O da paciente é fazer a auto-palpação e procurar o médico, fazer os exames. É todo mundo junto nisso, pessoal!

Nenhum comentário: