terça-feira, 2 de setembro de 2014

Contracepção na amamentação

Você está com um bebê novinho em casa, cheia de tarefas e fraldas pra trocar, mas não deve se esquecer de que daqui a pouco vai retomar sua vida sexual e terá que escolher um método contraceptivo, a menos que queira encomendar logo mais um herdeiro.

É verdade que quem amamenta tem uma proteção contra gravidez. Uma certa proteção, pois só é válida quando a mulher alimenta seu bebê exclusivamente com seu próprio leite, as mamadas são frequentes e ela ainda não menstruou.

É mentira que quem amamenta não pode usar anticoncepcional. A maioria dos anticoncepcionais hormonais é composta de estrogênio e progesterona. Teoricamente o estrogênio pode reduzir a produção do leite materno, por isso, enquanto a mulher estiver amamentando recomendamos o uso de métodos não hormonais ou anticoncepcionais compostos apenas com progesterona.

Os métodos contraceptivos temporários para quem amamenta são:


  • DIU (dispositivo intra uterino) medicamentoso ou o de cobre
    DIU de cobre 
  • Implante subdérmico 
  • Injeção só com progesterona
  • Pílulas só com progesterona
  • Camisinha
  • Diafragma
  • Espermicida
  • contracepção natural, sem usar nada, se garantindo na ausência de menstruação enquanto há aleitamento exclusivo.

Método contraceptivo definitivo:

  • Laqueadura (ou ligadura) tubárea que pode ser feita por laparotomia (barriga aberta), laparoscopia (por videolaparoscopia, aquela cirurgia onde se acessa o interior do abdome através de furinhos na barriga) ou pelo sistema ESSURE (stents intra tubáreos colocados por histeroscopia)
Essure








Já o Coito interrompido é desaconselhado em qualquer circunstância. A tabelinha é impossível de se fazer enquanto a mulher não retorna à menstruação. 

Só não evita quem não quiser. Estou à disposição para tirar as dúvidas sobre o assunto. 
Beijinhos!




17 comentários:

Anônimo disse...

boa noite, dra!
o uso do DIU 380 de cobre pode ser utilizado em nulíparas com útero de 7cm?
outra questão é, dos de cobre, qual o mais eficaz?
beijos,
Paula

Anônimo disse...

Dra., olá!

O diu de cobre T380 pode ser usado em mulheres q nunca engravidaram?
Pq há diferença dele para o multiload, por exemplo?
Wanessa

fernanda santos disse...

Oi Paula, pode sim! Antigamente se achava que os DIUs não poderiam ser colocados em nulíparas, mas com o passar do tempo esse pensamento foi acabando. Não há razão para se pensar isso. o DIU é um dispositivo bem pequeno e quando se coloca, o médico mede a distância que vai do colo até o fundo do útero, exatamente porque existem diferentes tamanhos de útero. Todos são igualmente eficazes para contracepção. bjs!

fernanda santos disse...

Oi, Wanessa, pode sim!. A eficácia entre os dois é a mesma para evitar gravidez. Eu prefiro o Multiload para tratamento de sinéquias uterinas. Mas quando o assunto é contracepção, a decisão é da paciente. Tem que ver a validade do fabricante, estas coisas..

Vanessa Queiroz disse...

Me chamo Vanessa e faço parte da equipe de um site especializado em planos de saúde. Gostaria de propor um guest post em seu blog.

O conteúdo que proponho é relacionado a área de saúde e irá agregar grande valor para seu site, o texto será fornecido por nossa equipe, com informações relevantes para seu blog e para quem deseja ter uma vida mais saudável.

Você tem interesse nesse tipo de parceria? Qualquer dúvida estou à disposição, aguardo sua resposta. vanessa.tylerlover@gmail.com

Anônimo disse...

Dra Fernanda, tudo bem?
Dói o procedimento para inserir DIU?
Tem como fazer com anestésico local dentro do útero?
Como funciona?
Vejo gente falar de dores absurdas... é como uma dor de papanicolau? É dor ou desconforto?
Helena

fernanda santos disse...

Helena, como assim como a dor de um papanicolau? você sente dor neste exame? ou o exame não doi nada ou dá um leve desconforto, apenas. Já o DIU, depende muito da pessoa.. tem gente que encara numa boa, outras, não. Dor é subjetivo. o anestesico local não adianta nada. é o que vejo na prática. Ja vi gente dizer que adianta. Pra mim o efeito é psicologico..

Anônimo disse...

oi,Dra,que bom que esta de volta adoro seu blog

Anônimo disse...

Dra Fernanda,

Boa tarde!

Coloquei o Diu Mirena dia 22/10 e estou com dúvida sobre o resguardo, quantos dias a mulher tem que ficar sem ter relação sexual? No procedimento só troquei meu Diu de Cobre pelo Mirena. Não senti nada, mas fiz com anestesia e sedação... Não sinto dor, nem desconforto, nada... já voltei até a malhar.

Muito Obrigada!
Luciana

fernanda santos disse...

obrigada!

fernanda santos disse...

Luciana, esse tempo de resguardo depende da situação. geralmente liberamos com 1 semana. Se você ja voltou a malhar, já está liberada para tudo, inclusive ter relação, ok?

Anônimo disse...

Dra Fernanda,

òtimo esse espaço aqui! parabéns pela iniciativa!

Bom, queria saber sobre o Diu TCU de cobre. Na sua prática clínica, você recomenda a retirada antes dos 10 anos? Se sim, por qual motivo?
Obrigada!
Ana Luiza

fernanda santos disse...

~só se a pessoa estiver com efeitos colaterais (dores, sangramento) e se ela necessitar de um método com hormonios. Ou tb se estiver fazendo algum tratamento de HPV ou outra DST, câncer de útero/ colo de útero tb. obrigada!

Anônimo disse...

Estou desesperada pois na minha primeira gravides tinha que tomar essa vacina apos o parto e na epoca nao conseguir tomar e estou gravida novamente me ajude o que devo faser?

fernanda santos disse...

calma, durante a gravidez seu medico observará os resultados da dosagem do coombs. caso d6e positivo, ele tomara as providencias necessarias, mas veja, não é comum ter a complicacão ok?

Danizinha disse...

Boa noite...estou com uma bebê que vai fazer 4 meses...ela mama só no peito...livre demanda...ainda acorda de madrugada p mamar..mas ando sentindo estomago ruim, um.pouco de tontura.. Parece que estou grávida...Será que é isso?

Danizinha disse...

Ah...e só tive relação duas vezes, sem que ejaculasse dentro...mas existe o risco de gravidez mesmo assim neh?