domingo, 1 de fevereiro de 2015

Vacinação na Gestação, um bem necessário!

Boa noite, pessoal! Hoje eu vim compartilhar com vocês o que acabo de receber pelos correios: o GUIA PRÁTICO DE VACINAÇÃO DA MULHER 2014, da FEBRASGO (Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia).



Com a correria do dia-a-dia, entendo que nem sempre dá tempo do ginecologista conversar com sua paciente sobre vacinas. Além disso, geralmente as pessoas só se preocupam com vacina na infância, durante a gestação e em campanhas do governo. Pois existem várias vacinas recomendadas para as diversas fases da vida da mulher e a maioria delas desconhece.

Especialmente na gravidez as mulheres devem ser informadas quanto à importância de algumas vacinas. Como a gestação é uma fase especial na vida da mulher, onde o obstetra deve cuidar de duas vidas, vou dedicar este post a elas, gestantes do Brasil. Atenção às vacinas que devem ser tomadas na gravidez:

Vacina contra HEPATITE B. Se a mulher já não for imune (imune= já tomou as 3 doses antes e comprovou com teste sorológico) ela deve tomar 3 doses da vacina. Gratuitas, no posto de saúde, até 49 anos. Esquema: 3 doses, sendo intervalo de 1 mês entre a primeira e a segunda dose e de 6 meses entre a segunda e a terceira. Pelo menos 2 doses devem ser tomadas na gravidez, se não der tempo de tomar a terceira, esta pode ser tomada durante a amamentação.

Outra vacina importante é a da INFLUENZA, a famosa vacina contra gripe. Essa geralmente tem campanha no inverno, mas ela está disponível gratuitamente nos postos de saúde, durante o ano e devem ser tomadas em dose única. A gratuidade é para gestantes, puérperas até 45 dias (quem acabou de ganhar neném), mulheres com mais de 60 anos ou com doenças crônicas e imunocomprometidas.

Vacina TRÍPLICE BACTERIANA, contra difteria, tétano e pertussis, a dtpa: toda gestante acima de 20 semanas de gestação deve se vacinar. Preferir entre 27 e 36 semanas. Se a mulher já foi vacinada antes, deve fazer só uma dose desta vacina durante a gestação. Se não foi vacinada ou tem esquema incompleto, deve tomar a vacina tríplice bacteriana após 20 semanas de gestação e completar as outras 2 doses com a "dupla", com intervalo de 1 ou 2 meses entre elas e terminando o esquema em até 20 dias antes do parto.

A vacina MENINGOCÓCICA CONJUGADA, está indicada em situações de risco epidêmico e também está disponível no posto de saúde. A contra FEBRE AMARELA é para quem vive ou vai se deslocar para áreas de vacinação. Para quem vive nessas regiões deve fazer o reforço a cada 10 anos. Uma dose. Gratuita no posto de saúde. Segundo o Ministério da Saúde.
No Brasil, os locais de risco são as regiões de matas e rios das seguintes regiões: todos os Estados da Região Norte e Centro-Oeste, bem como parte da Região Nordeste (Estado do Maranhão, sudoeste do Piauí, oeste e extremo-sul da Bahia), Região Sudeste (Estado de Minas Gerais, oeste de São Paulo e norte do Espírito Santo) e Região Sul (oeste dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).
As pessoas que moram nestas regiões, ou aqueles que irão viajar para estes locais devem tomar a vacina, caso ainda não tenham feito ou o fizeram há mais de dez anos.


Então, minhas gravidinhas lindas, não deixem de se vacinar! Em uma fase tão importante como essa, não se pode dar mole, né?

Um beijo e até o próximo post!

13 comentários:

Lais Medrado disse...

Bom dia!
Dra Fernanda.
Conheci seu blog ha poucos instantes e me interessei. Gostaria de saber o seguinte: Tenho adenomiose e faço uso de anticoncepcional contínuo, porém já quero engravidar, posso interromper o medicamento?

obrigada!

Fabiana Lopes disse...

Boa tarde Doutora Fernanda! Primeiro parabéns pelo Blog. Venho por meio deste lhe fazer uma perguntinha. Agora em janeiro de 2015 ao 37 anos fiz uma histerectomia por opção minha. Sou casada a 11 anos, não tive filhos meu marido é estéril e em 2012 apareci com pólipos no útero, tendo assim essa opção da retirada do útero, e a 12 dias de operada estou com um corrimento amarelo clarinho bem pouco e coceira. Isso é normal da retirada do útero? Ou tenho que procurar minha Ginecologista pra passar pomada? Por favor me tire essa dúvida. Hoje dia 06/02/2015 estou fazendo 23 dias de operada. Grata desde já.


Anônimo disse...

Bom dia!

Doutora, sei que este não é o post correto para a minha pergunta, mas sendo o mais atual resolvi tentar.
Minha namorada fez exames preventivos, constatando uma ferida na parte interna da vagina, acredito ser no útero. A ginecologista cauterizou a ferida, que retornou e foi novamente cauterizada. Após algum tempo, procuramos outra ginecologista, que informou que a ferida está muito grande podendo comprometer o útero inteiro e com chance de desenvolvimento de câncer de útero. No entanto, o exame que supostamente dirá o que deve ser ainda não saiu. A médica disse que "deve ser HPV". Porém, nós sempre nos cuidamos corretamente, utilizamos preservativos, mesmo com o uso do anticoncepcional. Nunca tivemos outro parceiro, tanto antes como durante o nosso namoro. Por este motivo acho impossível ser HPV, certamente se há uma lesão interna há algum motivo, mas este provavelmente não. O que a Sra. acha?

Anônimo disse...

Olá, Dra. Fernanda! Estou comentando em uma postagem mais recente para facilitar. Me chamo Isabel, tenho 22 anos, nunca tive filhos e não tenho outras doenças.

Preciso de uma opinião sua: fiz uso do Yaz por três anos, até que notei que ele diminuía muito minha libido e lubrificação vaginal, fazendo com que a relação sexual fosse difícil e dolorosa. Meu ginecologista na época recomendou que eu trocasse para o Qlaira. A lubrificação e libido se resolveram rapidamente, porém o Qlaira me deixou em depressão. Foi uma época muito difícil, demorei a entender que era por causa do anticoncepcional, pensava em morte diversas vezes ao dia, foi terrível, fiquei traumatizada com a experiência. Minha ansiedade também aumentou muito, eu chegava a ter palpitações e chorava muito, tinha uma sensação de desespero inexplicável. Foi angustiante ao extremo. Perdi completamente o apetite (por comida e pela vida) e parei de comer, perdendo peso muito rapidamente e perdendo minha saúde também. Completei 3 meses de uso de Qlaira e voltei para o Yaz por conta própria por não aguentar mais o estado depressivo em que eu estava. Foi realmente horrível, não aguentaria passar por isso de novo, de verdade. Não gosto de lembrar, só a memória do meu estado na época me abala profundamente. Foi a pior experiência da minha vida.

Fiz uso do Yaz por mais 6 meses, a depressão e a ansiedade foram sumindo aos poucos ao longo da primeira cartela, consegui recuperar parte do peso que perdi e voltei a me sentir como eu mesma... Porém, os problemas com libido e lubrificação voltaram e, além de ser desconfortável e doloroso, tenho muitas infecções por causa disso. Já fiz 8 tratamentos para candidíase nos últimos 6 meses (2 infecções muito ruins que precisaram de 4 tratamentos ao longo de 40 dias cada). Durante o uso do Qlaira não tive problemas com lubrificação ou infecções de nenhum tipo.

Minha nova ginecologista está a par da situação e me recomendou o Stezza. Vi que ele tem o mesmo estrogênio que o Qlaira e por isso estou apreensiva em iniciar este novo anticoncepcional por medo de voltar a ter o que tive com o Qlaira, mas ela disse que a principal responsável pela depressão é a progesterona, e que a do Stezza é diferente da do Qlaira. Meu medo é infundado? Posso tomar sem preocupações com depressão? Como disse, não aguentaria passar por aquilo tudo de novo.

O que a Dra pensa a respeito dessa situação? Aguardo resposta, muito obrigada!

Letícia Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Letícia Rodrigues disse...

Olá Dra.! Nunca tomei pílula! Mas viajo no próximo mês e não quero mestruar! Comprei o Qlaria e quero emendar a cartela- isso vai prevenir que ela desça no próximo mês? Funciona?

Ludmila Cristina de Sousa disse...

Oi boa noite sei que este post não é correto pra eu estar perguntando isso mais eu quero saber a respeito do exame preventivo eu nunca fiz esse exame eu tenho 20 anos eu tenho que fazer o exame dia 11 de maio a médica me deu uma folha com algumas regras que eu tenho que seguir eu estou com duvida em relação a ducha ta escrito que pra eu realizar o exame é necessário não fazer ducha ou usar cremes vaginais ha pelo menos 4 dias como assim? Eu vou ter que ficar 4 dias sem lavar a vagina? Eu não consigo ! Vai ser o meu primeiro exame e essa duvida ta me deixando inquieta por favor alguem poderia responder a minha pergunta? Fico muito agradecida obrigada!

Marilia Maison disse...

oi Fernanda deixei minha duvida em um post o " esperando novidades, mofei." obrigada esta como anonimo e é sobre o anti stazz

Anônimo disse...

A minha pergunta é sobre outro assunto , me desculpa,as não acho o tópico referente . Eu fi o exame Igg q deu 24,5 e o Igm 1,75 , eu tenho herpes ? Namoro a dois anos meu namorado fez junto comigo e o dele deu Igm não reagente e não usamos preservativo , tive catapora a três anos

Anônimo disse...

boa noite minha dúvida é referente a outro assunto. Bom não consigo perceber se há de fato a penetração. eu e meu namorado ja tentamos algumas vezes mas fico tensa e a imprensão é que há uma "barreira" que impede o ato. Marquei consulta com o ginecologista, mas estou apreensiva, porque não sei o que responder quanto a minha vida sexual e tenho medo de realizar algum exame que possa machucar, já que nao tenho certeza se houve de fato o ato sexual. como proceder na consulta para deixar essa situação clara?

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bia disse...

Oi dr!ha mais ou menos quatro anos tive varias verrugas,e os exames nao constavam hpv,fiz uma biopsia das verrugas,dessas acusaram papiloma virus,hj já tenho uma beb cm 10 meses,notei q msm antes de eu engravidar tinha duas lesões no "rego"e na vagina bem embaixo,mais q nao se proliferou,hj parecem carne crescida sabe,e pissivel que ainda sejam verrugas do papiloma,msm q nao se proliferaram?e é possivel tbm ter condiloma sem ter HPV,obrigada Bia

bia disse...

Oi dr!ha mais ou menos quatro anos tive varias verrugas,e os exames nao constavam hpv,fiz uma biopsia das verrugas,dessas acusaram papiloma virus,hj já tenho uma beb cm 10 meses,notei q msm antes de eu engravidar tinha duas lesões no "rego"e na vagina bem embaixo,mais q nao se proliferou,hj parecem carne crescida sabe,e pissivel que ainda sejam verrugas do papiloma,msm q nao se proliferaram?e é possivel tbm ter condiloma sem ter HPV,obrigada Bia